Indique para um Amigo

Por favor, corrija os seguintes erros para que sua indicação possa ser enviada:

Seus Dados

Dados do Seu Amigo

Press Room

20/10/2010 - Publicada no portal IG

Frequentar faculdades renomadas abre portas?

Critério pode ser adotado no início da carreira, mas com o tempo o que mais conta é a experiência, segundo especialista

O nome da faculdade ainda pesa na seleção do profissional? Sim. Apesar do esforço dos profissionais de Recursos Humanos para desmitificar a supervalorização das chamadas universidades de primeira linha, algumas empresas ainda insistem na contratação de jovens formados em instituições renomadas.

Em determinadas áreas, a prática é mais freqüente, como engenharia (incluindo tecnologia da informação) mercado financeiro e direito. "As empresas tendem a acreditar que esses jovens possuem uma formação mais sólida, mas tentamos mostrar que profissionais com outras formações são muito capazes", afirma Denise Bertoli, coordenadora da divisão de executivos da consultoria RH International.

Segundo ela, graças a esse trabalho de conscientização, o panorama mudou nos últimos tempos. "Antes a companhia exigia profissionais de determinadas universidades, hoje eles dizem dar preferência a estes jovens, ou seja, já há mais flexibilidade", explica.

A instituição na qual o profissional cursou a graduação é um critério utilizado, mas não é eliminatório, de acordo com Ana Paula Zacharias, diretora da Hunter Consulting Group. "Pela nossa experiência cerca de 20% dos gestores de empresas requerem instituições renomadas. Normalmente isso acontece porque eles se formaram nessas faculdades", diz.

A especialista explica que o uso desse critério se intensificou com a ampliação dos programas de trainee, nos anos 90. "Como os candidatos não tinham experiência, as empresas passaram a considerar o prestígio da faculdade no processo seletivo", explica.

Ana comenta que na medida em que o profissional avança na carreira, o peso do nome da faculdade vai diminuindo. "Esse critério é utilizado até o nível de média gerência. A partir daí o que vai contar é a experiência acumulada. Prova disso é que não é raro ver diretores ocupando cargos em uma área distinta daquela em que se graduaram", afirma.

Aspectos que valem pontos

Para quem não freqüentou os bancos de uma instituição renomada, algumas dicas ajudam a reforçar o currículo e se destacar nas seleções

- Deixe claro suas realizações
"Os candidatos sempre destacam suas habilidades, mas esquecem de apresentar os resultados concretos que alcançaram para a empresa", afirma Ana. Ela aconselha a fazer um exercício, buscando mapear e quantificar a eficiência do trabalho.

- Invista em especializações
Se considerar que é necessário ampliar suas capacidades técnicas busque um curso. "Freqüentar instituições renomadas na pós-graduação conta pontos", diz Denise. Já Ana acredita que o mais importante é identificar o que é valorizado em cada área. "No mercado de tecnologia da informação, por exemplo, o melhor pode ser buscar a certificação em determinados sistemas", afirma.

Outras Notícias